quarta-feira, 16 de setembro de 2009

arte contemporânea

olá!!! sejam todos bem-vindos ao nosso blog, esperamos
que todos acessem e confirem as novidades de pop-arte
e op-arte...

Ver imagem em tamanho grande






Podemos perceber, que ao observar a figura, trocam a posição, e a impressão, representadas pelo movimento através da pintura, apenas com a utilização de elementos geográficos..






Marilyn Monroe, é o icone do cinema. incluse no pop arte...


http://www.chess-theory.com/encprd03728_chess_practice_reflections_debates_arts.phpVictor Vasarely
Nasceu em Pécs, Hungria, em 1906, tendo ido posteriormente estudar arte em Budapeste, onde se familiarizou com o movimento Bauhaus e com os trabalhos de Paul Klee, Kandinsky e Josef Albers. A influência destes teve um impacto tal na sua obra que se poderá afirmar que nela tenta resumir os princípios dos pioneiros da Bahaus segundo a qual o movimento não depende nem da obra de arte em si mesma, nem do tema específico que se pretende ver retractado, mas antes da apreensão do acto de olhar, que por si só é considerado o único criador.
Em 1930 vai viver para Paris, tendo-se dedicado nos 13 anos seguintes ao aprofundamento dos seus conhecimentos gráficos. O seu fascínio por padrões lineares levou-o a desenhar diversos motivos através da utilização de grelhas lineares bicolores (pretas e brancas) e das deformações ondulantes, onde a sensação de profundidade e a multidimensionalidade dos objectos foram sempre uma preocupação constante.
Posteriormente, a introdução da cor nos seus trabalhos vai permitir ainda um maior dinamismo, através do qual pretendeu retractar o universo inatingível das galáxias, a gigante pulsação cósmica e a mutação biológica das células. Os seus trabalhos são então essencialmente geométricos, policromáticos, multidimensionais, totalmente abstractos e intimamente ligados às ciências.
É, no entanto, o período entre 1950-60 (período Black and white) que marca definitivamente o trabalho de Vasarely, uma vez que ao introduzir pela primeira vez a sugestão de movimento sem existir movimento real, cria uma nova relação entre artista e espectador (que deixa de ser um elemento passivo para passar a interpretar livremente a imagem em quantos cenários visuais conseguir conceber), desenvolvendo e definindo os elementos básicos do que será conhecido como Op Art -um estilo e técnica que permanecerá para sempre ligado ao seu nome.






Op art é um termo usado para descrever a arte que explora a falibilidade do olho e pelo uso de ilusões ópticas.

A expressão “op-art” vem do inglês (optical art) e significa “arte óptica”. Defendia para arte "menos expressão e mais visualização". Apesar do rigor com que é construída, simboliza um mundo mutável e instável, que não se mantém nunca o mesmo.

Os trabalhos de op art são em geral abstratos, e muitas das peças mais conhecidas usam apenas o preto e o branco. Quando são observados, dão a impressão de movimento, clarões ou vibração, ou por vezes parecem inchar ou deformar-se.





POP ART

Pop art ou arte pop fio um movimento, surgido principalmente nos EUAe na Inglaterra, na década de 1950, que utilizava elementos, figuras e aprópria estética popular em seus trabalhos, de maneira a fazer uma crítica direta e irônica da sociedade comunista que se formava naquela época, especialmente com a popularização de televisão.
Pop é uma expressão que se refere a algo popular, à cultura popular no sentido de cultura de massa. Por exemplo, você já deve ter visto uma banda de música classificada como pop. Ou deve conhecer o termo pop rock.















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário